RoZeta

  • Ano de estréia: 2015
  • Eventos: RoboGames 2015, Winter Challenge XI (2015), Summer Challenge 2015, RoboGames 2016 e Winter Challenge XII (2016)
  • Conquistas: 15º lugar no WC2015, 5º lugar no SC2015, 14º lugar no WC2016 e 3º lugar no WCXIII.

* Resultado oficial não divulgado; não foi possível obter a classificação a partir da análise das chaves.

RoZeta é um robô da categoria Mini-Sumô, de até 500g. O projeto foi financiado pelo Orçamento Participativo Minerva (OPMin) do Grêmio Politécnico, com a proposta de ser um projeto open-source que pode ser construído e modificado por qualquer um.

O robô utiliza sensores infravermelhos de distância da Sharp para detectar o robô adversário e sensores infravermelhos de reflectância para detectar as marcações na arena indicando a borda. A eletrônica do robô, projetada pela equipe, foi feita para ser simples e versátil. Além de conseguir suportar até quatro motores Pololu Micro Metal, a eletrônica é reprogramável e suporta várias configurações de sensores e dispositivos externos, podendo ser utilizada para diversas aplicações.

A estrutura mecânica do robô foi projetada para ser simples de ser construída, sendo constituída de chapas de aço, alumínio e impressões 3D. As chapas foram cortadas no tamanho desejado, furadas e depois dobradas. A carenagem, as impressões 3D, os suportes dos quatro motores e os mancais da rampa basculante foram colocados sobre uma base de aço, que abaixa a posição do centro de massa, aumentando assim sua estabilidade e sua capacidade de empurrar robôs adversários. A carenagem do RoZeta é uma estrutura única, que inclui o teto e as paredes do robô, e foi feita a partir de uma única chapa de alumínio, que foi cortada, dobrada e rebitada.